Pesquisar neste Blog

terça-feira, 30 de agosto de 2011

O folguedo do Coco - Cultura Pernambucana !

Por: Roberto Mariz
Fonte: FUNDAJ / Wikipédia / Ponto de Cultura Farol da Vila do Coco



O Folguedo do Coco




Não existe uma unanimidade sobre qual o estado nordestino onde teria surgido o Coco, ficando Alagoas, Paraíba e Pernambuco como os prováveis donos do folguedo. Porém ele aparece com suas variações em quase todo o norte e nordeste, no litoral e no sertão.

Alguns pesquisadores, afirmam que o nome Coco teve origem no canto dos tiradores de coco, e que só depois se transformou em ritmo dançado, Outros dizem que o nome coco significa cabeça de onde vêm as letras das cantorias, muitas delas cantadas de improviso.
                                           
O Coco sofre influência africana e indígena. É uma dança de roda que de modo geral é acompanhada de cantorias onde os bailarinos executam um sapateado marcado, respondem o coco, trocam umbigadas entre si e com os pares vizinhos e batem palmas marcando o ritmo.

Suas variações são; coco-de-roda, coco-de-praia, coco-de-umbigada, coco-de-embolada, coco-do-sertão.
De modo geral os instrumentos utilizados no coco-de-roda são: ganzá, surdo (bombo ou alfaia), pandeiro e na marcado pelo repique dos tamancos no sapateado da dança. Na versão mais afro além dessa composição, utilizam-se atabaques (rum, rumpi e lé – grave/médio/agudo) e não se utiliza os tamancos. Na versão embolada, prevalece o pandeiro e o canto de improviso. 
Bandeiro                                                                               Ganzá                    Alfaia 
Alguns Artistas e Grupos de Pernambuco: Selma do Coco, Zeca do Rolete, Mestre Goitá Goitá, Mestre Ferrugem, Mestre Dié, Aurinha do Coco, Dona Cila, Dona Ana Lúcia, Coco do Pneu, Coco de Umbigada de Beth de Oxum, Dona Veia, Zezinho Valério, Zé Grandão, Coco Chinelo de Iaiá, Coco Raízes de Arcoverde, Coco do Amaro Branco, Grupo Fethxa (indígena de Águas Belas/PE) Coco Bongar, Caju e Castanha, Jacson do Pandeiro entre outros. Sim! Beberam na fonte Chico Sciense (Coco Dub – faixa 14 do CD Da Lama ao Caos), Alceu Valença, Silvério Pessoa, Lenine e outros.


Selma do Coco
Você pode curtir o coco-de-roda em vários locais, recomendo dois em Olinda:
Coco do Pneu - Amaro Branco Olinda – Último sábado de cada mês
Coco de Umbigada – Beco da Macaíba – Guadalupe/Olinda –Primeiro sábado de cada Mês

Veja na internet:
http://cocodepontezinha.blogspot.com/ - Ponto de Cultura Farol da Vila do Coco em Pontezinha – Cabo de Santo Agostinho/PE
http://sambadadecoco.blogspot.com/ - Ponto de Cultura Cococ-de-Umbigada – Olinda/PE
http://www.myspace.com/grupobongar - Grupo Bongar - Nação Xambá – Olinda/PE

Nenhum comentário: